SE ERA PROPAZ NÃO ROLOU.

Advogado Carlos Kayath

A cordenação de campanha do Simão Jatene contestou a autenticidade do audio da filha do governador Izabela Jatene no episódio que se tornou um dos maiores escândalos dos ultimos tempos no Pará, veja link:  https://www.blogdoedyportela.com.br/news/jeitinho-45-de-fazer-campanha/

Um outro audio foi apresentado, informando que os Barbalhos haviam suprimido da frase " vamos pegar um dinheirinho" a expresão  " para financiar o Propaz" entenda isso tudo no vídeo abaixo divulgado pelos Tucanos.

A questão toda é, se o dinheirinho era para financiar o Propaz porque não costa na entrada de Receita nem uma doação de empresário nenhum nem das grandes nem das pequenas empresas, será que a filha do Jatene não conseguiu nem uma extorção Sic... digo Doação? Ou será que o dinheirinho foi desviado para outro fim?

Segundo o advogado Carlos Kayath, que denunciaou a tentativa de envelopar a verdade,  no ano de 2011 quando foi feita a gravação nem um valor foi encontrado como receita, entrada ou obtenção de doação de nenhuma das 300 maiores empresas do Estado. 

Agora ficou ruim. ou a Isabela Jatene deu outro fim ao Dinheirinho ou realmente a gravação mostrada pela RBA TV é verdadeira e foi grosseiramente alterada, o que seria fácil ela inserir a voz dela agora para manipular o povo e fazer a todos acreditarem que uma frase fora suprimida ou apagada da gravação original. 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

 

        

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter: