APRESENTADO O PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DAS BARRACAS DE ALTER DO CHÃO

 

Os secretários de Desenvolvimento e Turismo, Valdir Matias Jr., e de Infraestrutura, Edilson Pimentel, apresentaram aos dirigentes da Associação Comercial e Empresarial de Santarém (ACES), o projeto de revitalização das barracas de Alter do Chão. Idealizado pelo arquiteto santareno Helder Coelho, o projeto é visionário e pretende ampliar o potencial turístico daquela vila balneária, tanto na alta, quanto na baixa temporada turística. A apresentação foi feita na sala de reuniões da Aces e recebeu elogios dos diretores da entidade, que ficaram entusiasmados com os detalhes arquitetônicos sugeridos pelo autor. Ao final da reunião ficou definido que a SEMDETUR definirá uma data para a apresentação do projeto à comunidade, sugestão apresentada pela ACES e acatada pelos demais participantes.

 

A Associação Empresarial já havia apresentado um projeto semelhante à comunidade para a revitalização das barracas, contudo, os próprios comunitários defendiam que o Poder Público também deveria apresentar uma ideia e daí, juntos, seria decidido qual melhor projeto deve ser aprovado e executado de forma conjunta. O engenheiro Roberto Branco, autor do projeto sugerido pela ACES, elogiou o modelo de Helder Coelho e deu sugestões sobre possíveis mudanças e adequações ao projeto que ganhou simpatizantes, entre os quais, o próprio presidente da ACES, César Ramalheiro.

 

Segundo ele, o interesse maior deve prevalecer e a comunidade tem de ser consultada sobre todo e qualquer investimento que seja vislumbrado para Alter do Chão com a finalidade de desenvolver e fortalecer o turismo local.

 

Helder Coelho explicou que seu projeto foi minuciosamente elaborado nos aspectos da própria região, mas com um conceito arquitetônico moderno e visionário. Ele respondeu a todos os questionamentos, justificando sua ideia original. Além disso, ele explicou que fez várias pesquisas antes de concluir o projeto final.

 

“Fiz uma pesquisa bastante detalhada, seguindo as particularidades da região, observando as questões ambientais e sanitárias para apresentar um projeto que vai ao encontro dos interesses de toda a coletividade”, disse.

 

O secretário Valdir Matias Jr., por sua vez, afirmou que todos estão empenhados em contribuir para o desenvolvimento turístico de Santarém e Alter do Chão e, para tanto, a Prefeitura não tem medido esforços para viabilizar tudo o que será sugerindo o Plano de Desenvolvimento do Turismo Santarém e Belterra, que será lançado em junho, durante a programação de aniversário da cidade. “Esse projeto será bem-vindo ao que já estamos trabalhando com o Plano de Turismo. Todas as propostas devem ser bem avaliadas e discutidas”, defendeu o secretário.

 

Operadores do turismo devem se cadastrar no Cadastur

 

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Turismo (SEMDETUR), órgão da Prefeitura de Santarém, está convocando todos os empreendedores santarenos que atuam no setor do turismo a se cadastrarem no sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas (Cadastur), executado pelo Ministério do Turismo (Mtur), em parceria com órgãos oficiais de turismo dos estados e municípios. O cadastro é gratuito e visa promover o ordenamento, a formalização e a legalidade dos prestadores de serviço turísticos do Brasil. A Portaria nº 197, de 31 de julho de 2013, disciplina o Cadastur e estabelece que o cadastro é obrigatório para agências de turismo, meios de hospedagem, transportadora turística, organizadores de eventos, parques temáticos, acampamentos turísticos e guias de turismo.

 

O cadastro é facultativo para restaurantes, cafeterias, bares e similares; centros de convenções, feiras, exposições e similares, parques temáticos aquáticos; equipamentos de lazer e entretenimento; empreendimentos de apoio ao turismo náutico, empreendimentos de apoio a pesca desportiva; equipamentos de animação turística; serviços de infraestrutura de apoio a eventos; locadoras de veículos para turista e prestadores especializados em segmentos turísticos.

 

Os principais benefícios do Cadastur são: participação em eventos, feiras e ações do Ministério do Turismo; apoio à participação e promoção em feiras e eventos nacionais e internacionais; acesso a financiamento através de Bancos Oficiais; participação em programas de qualificação promovidos e apoiados pelo Ministério do Turismo e SEMDETUR; inserção no aplicativo Vem Pro Pará (guia turístico disponível gratuitamente para a plataforma android).

 

A SEMDETUR informa que a partir da Portaria n° 311 de 03 de dezembro de 2013, o Ministério do Turismo instituiu a forma e os procedimentos de fiscalização dos prestadores de serviço pelo próprio Ministério e seus órgãos delegados.

 

No Pará, a Secretaria Estadual de Turismo é o órgão delegado pelo MTUR para executar essas funções e para aquelas atividades cujo cadastro é obrigatório. Será considerada infração o exercício da atividade sem o cadastro, ou com este vencido (art. 61, Decreto n° 7.381/2010). 

 

CCOM/PMS - com informações da SEMDETUR

 

        

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter: