BLOGUEIRO E RADIALISTA DENUNCIA ESQUEMA DE PROPINA EXTORSÃO E DESVIO DE ATIVIDADE NA SEMA

Uma inversão total de papeis é o que se vê na denúncia do Presidente da ASSART ao blogueiro e radialista Juscelino Kubshek o "J K". Quem tem o dever de dar exemplo na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, SEMA faz exatamente o papel inverso.

 

O secretário Podalyro Neto foi tão implacável em determinadas fiscalizações, fechando barsinhos, tirando o pão da boca de crianças, arrasando a vida financeira de muitos pequenos empreendedores que mantinham seus estabelecimentos abertos e em funcionamento no afã de sustentar suas famílias, Foi igualmente aplicado e austéro na fiscalização que desmanchou o que havia feito o governo anterior no projeto Burití, embargando toda a obra e deixando centenas de cidadãos desempregados, na primeira fase da construção do Rio Tapajós Shopping também foi curto e grosso quando mandou parar a obra já autorizada, Agora diante dessa medonha e enoljada denúncia dentro de sua secretária envolvendo uma servidora da mais alta confiança do titular da pasta o que se vê? Operação "abafa" ( TÁ SERTO IÇO?).

 

VEJA NA ÍNTEGRA A DENÚNCIA CONTRA A SEMMA

Na noite de sábado o secretário municipal de meio ambiente e seus agentes foram barrados na frente do shopping após tentar adentrar de forma arbitraria e irregular dizendo ter em mãos autorização judicial para isto. O motivo de tal atitude seria para fiscalizar um evento que ocorria na área interna do shopping. Houve discussão acalorada com os seguranças, onde um inclusive recebeu voz de prisão de um agente. A direção do evento junto com a direção do shopping e sua assessoria jurídica estiveram na portaria para averiguar tal ordem judicial. Constataram que se tratava de um blefe, por parte do secretário Podalyro Neto, que inclusive tinha dito ao policiamento que o acompanhava que uma viatura fazia segurança particular do evento. Após uma conversa com o policiamento que foi convidado a entrar para averiguar, constatou o sargento que comandava a guarnição, que se tratava de mais um devaneio do secretário e que não havia viatura alguma fazendo segurança particular. 

 

Afinal esqueceu ou fingiu esquecer o Sr. secretário que em propriedade particular a SEMMA atua da porta para fora, que foi onde ficaram até o termino do evento. Tudo isso porque a autorização dada pela SEMMA, era para até as 23 horas. Agora pergunto, e nas outras festas que transcorrem na cidade, Porque a SEMMA não foi fiscalizar também? Dois pesos e uma medida só. O da insensatez.

Para ser sincero, justo e dar o exemplo devido será que seria hora de mudanças?

Fonte: Blog do J K.

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

 

        

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter: