COARÍ AM EM CHAMAS - REVOLTA COM PREFEITO TARADO

Seis manifestantes foram detidos e encaminhados à delegacia de Coari, suspeitos de vandalismo, após os ataques populares às casas de políticos na manhã desta quarta-feira (14).
 

 

 
Além das duas casas de propriedade do prefeito Igson Monteiro terem sido incendiadas, e seu veículo jogado em um barranco, o delegado titular do DIP de Coari, Luiz Fernandes da Rocha Júnior, informou que outras residências pertencentes a vereadores e ao presidente da Câmara, Irizeu Monteiro (irmão de Igson),  foram depredadas e saqueadas pelos manifestantes.
 
 
De acordo com o delegado, o clima ainda é tenso, e a manifestação segue sem disperção: "Eles vão em casas de vereadores, saqueiam a casa, voltam para a prefeitura, vão à Câmara, escolhem outra residência de outro vereador e fazem a mesma coisa. A ação não para". 
 
 
Graças à descoberta de petróleo e gás natural nos campos de Urucu, Coari se tornou a segunda economia entre os municípios do Amazonas, ficando atrás apenas de Manaus. Mas a riqueza consolidada com a construção do gasoduto Coari-Manaus gerou também a cobiça dos governantes. Adail Pinheiro, Arnaldo Mitouso, Adail novamente e agora seu substituto Igson Monteiro contribuíram para levar a administração municipal à falência moral e ao descontrole das contas públicas.
 
 
O ex-prefeito Adail Pinheiro foi preso, condenado e cassado, dois pedidos de intervenção no município já foram feitos pelo Ministério Público Estadual, mas a Justiça deixou o tempo correr sem agir positivamente. Agora a situação fugiu ao controle e a população resolveu tomar nas mãos as ações de punição dos culpados. Talvez o fogo possa purificar tantas mazelas.
 
 

 

 

        

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter: