CONFIRMADO ESTUPRO DE DETENTA NA PENITENCIÁRIA

Já está nas mãos dos Promotores de Justiça o caso da detenta que denunciou ter sido estuprada por dois agentes carcerários dentro do presidio de Cucurunã. O caso pode ganhar notoriedade nacional se for comunicado Comissão Nacional de Direitos Humano e até internacional com a inserção de Comissão da ONU interessada nesse caso.

A carta enviado para o Signatário do Blog Edy Portela e para o Patrulhão da Cidade RBA BAND demonstra como está a situação de descaso na Penitenciária Silvio Hall de Moura. O tráfico de drigas rola solto, assassinatos, entrada de celulares, denúncias de tortura por uma lado e ostentaçãoo de presos traficantes que teem dinheiro por outro.
No final da semana trazada por volta do 13 de janeiro 2015 a denúncia tomou conta de alguns veículos de comunicação. O atual diretor do Presídio Major Costa estava em viagem funcional e quem assumia seu lugar era o vice diretor da casa, quando veio a tona a situação do estupro ele tentou apurar mas diante da coonfissão dos agentes de que a detenta estava com drogas ele abriu procedimento foi contra ela, mesmo ela alegando que os agentes deram a droga pra ela e a estupraram em seguida.
Omitimos os nomes dos carceireiros para não atrapalhar o inquérito.
 
O que houve foi um relaxamento total, uma verdadeira inversão de papeis, e o pior é que os dois agentes que a estupraram continuam na ativa trabalhando como se nada tivesse acontecido.
Hoje recebemos solicitação de deputados em Brasília para enviarmos a Carta a CNDH para que seja apurado em ambito nacional.
É totalmente inaceitável um detenta ser estuprada num presídio e por funcionários do povo que teem o dever de proteger.
Vamos levar essa carta e essas denúncias as últimas instâncias até que seja feita justiça, esses elementos serem expulsos do SUSIPE e presos pelo crime que cometerem.
 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

 

        

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter: