CONFIRMADO NAVIO DA GUINÉ VEM MESMO PARA SANTARÉM

O navio que vinha da Guiné, na África, com destino a Santarém, no Pará, foi alvo de inspeção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em Macapá (Amapá) neste sábado (18). Os agentes buscavam indícios de ebola. De acordo com a Marinha, a medida é preventiva, já que Guiné, Libéria e Serra Leoa vivem um surto da doença. No entanto, a tripulação ainda não apresentou sintomas de ebola. A embarcação está sendo monitorada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
Navio africano está atracado em Macapá com destino a Santarém.
O navio Stoja, que atua com o transporte de soja, saiu da Guiné em 2 de outubro e está ancorado próximo ao distrito de Fazendinha, a 9 quilômetros de Macapá.
Ao todo, 38 tripulantes estão a bordo, segundo o comandante da Capitania dos Portos, Paulo Antônio Carlos.
“Esse navio veio de uma área de risco, então a Anvisa foi acionada para fazer a inspeção. Não há nenhum caso suspeito de ebola ou qualquer outro empecilho para a embarcação de seguir viagem”, esclareceu.
Segundo o representante do proprietário do navio, Rubem Rocha, a embarcação está seguindo “uma série de instruções” ditadas pela Anvisa e OMS.
“Não deixamos ninguém do navio sair para a terra, além de realizarmos uma série de questionários para detectar qualquer tipo de anomalia entre os tripulantes. Ele chegou em Fazendinha e passou por uma inspeção rigorosa”, ressaltou o representante.
Santarém
A Vigilância Sanitária de Santarém informou que vai enviar uma solicitação para que o navio fique em observação até que se complete o período de incubação do vírus, para afastar qualquer risco. "Estamos pedindo que eles cumpram um período de 21 dias de quarentena, tempo em que aparecem os sintomas", ressalta o Coordenador da Vigilância Sanitária de Santarém, Valter Matos. Ainda não há informação se o navio vai ficar atracado durante o período ou se será liberado para seguir viagem.
Com Informações do: G1
Depois que informamos aqui no blog dia 17/10/14 uma onda de boatos apareceu e até blogueiros despreparados e invejosos tentando desqualificar a notícia, porém tudo o que foi relatado está confirmado e o risco embora cada dia menor existe.
Nossas informações podem pecar por erro, mas por mal intenção jamais, somos firmes em apurar os fatos antes de publicar, ao contrário de alguns que mentem e enganam a população de leitores.
Nosso objetivo é alertar autoridades e o povo em geral para que seja cumpridas as determinações que protegem nosso povo.

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

 

        

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter: