CRIMES ELEITORAIS... CUIDADO!!!!

Crime Eleitoral, parece uma travessurazinha inocente mas não é, analise nesse artigo a gravidade da situação.

Em Santarém teremos policiais disfarçados nas ruas, de onde menos se espera poderá sair, de um carro com película, caminhão de entrega, carro do lixo, ambulância poderá surgir o Grito assustador:  -  Parados!!! Polícia!!! aí aí já era, prisão em flagrante para eleitor que vende o voto que recebe vantagem, para cabo eleitoral e candidatos.

Grande parte da Imprensa em Santarém tem “Infiltrados”, pessoas usando câmeras escondidas que podem estar inocentemente a seu lado na fila filmando tudo para   entregar a Polícia Federal. Além de mais 100 mil celulares em poder das pessoas que estarão ávidas a flagrar qualquer tentativa de compra de voto e campanha boca de urna.

Numa entrevista a desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura, presidente do Tribunal Eleitoral do Amazonas mostra as complicações para quem desobedece a lei e comete crime eleitoral.

                                              Dra. Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura - Presidente do TRE

Leia...

Quais são os maiores desafios de um eleitor?

O principal deles é não deixar se levar pela tentativa de compra de votos, é preciso que ele – de uma forma muito consciente e responsável, saiba que o voto dele é um instrumento de cidadania. O voto é a força que o eleitor tem para dizer quem são os gestores que ele gostaria que dirigisse seu Estado e o seu país. Voto não se vende, voto é confiança. Prepare sua colinha. O eleitor tem o direito de levar os números anotados caso ache que vá esquecer na hora.

Ele pode usar uma blusa do candidato ou se adesivar inteiro mostrando em quem vai votar?

O ideal seria que o eleitor fosse à urna em sigilo, pois o voto é secreto.  Mas se ele preparar uma camisa do candidato de sua preferência e quiser ir vestido com ela nós não temos como impedi-lo

Tem gente que esquece que o voto é secreto?

Uma recomendação importante, todo mundo anda com o seu celular parece que ele faz parte do corpo da pessoa, na hora de votar não pode levar celular.

Pode fazer a famosa foto Self da Urna?

Nem pensar. E nem máquina fotográfica. Por quê? Porque nós não podemos violar o sigilo do voto. Digamos que uma pessoa se comprometeu a um candidato Y ou B que votaria nele, daí vai querer fazer foto para provar que votou, não pode. Não é permitido pela legislação eleitoral, por isso quem for votar levando o celular ele será pedido antes de se dirigir à urna. A pessoa vai ter que deixar na mesa do mesário que preside aquela sessão e ao retornar será devolvido. Só não pode correr o risco de deixar o celular ali, ainda mais que nós brasileiros somos esquecidos, no fim do dia vai ter um monte de celular esquecido. Muita atenção com o seu celular, rss.

O que exatamente é campanha boca de urna? Você pode explicar?

Boca de urna é a tentativa de convencer um eleitor que está chegando numa escola, que está indo ao seu local de votação, para votar em determinado candidato. Ou seja, tentando passar pra ele um santinho ...

Santinho não pode???

Não pode, no dia da votação, não. O santinho pode ser distribuído antes, antes do pleito, mas no dia das eleições – dia 05 de outubro, não pode.

O que acontece se alguém distribuir?

Se nós pegarmos algum cidadão distribuindo santinho ele será conduzido até um de nosso juizado especial criminal eleitoral.

E se ocorrer?

 Veja bem, quem tem o seu santinho pode portá-lo. Ninguém o proíbe de portar o seu santinho, o cidadão tem esse direito. O eleitor pode portar o seu santinho, ele pode levá-lo livremente consigo no dia da votação para auxiliá-lo diante da urna. Um santinho para cada candidato servindo de cola para os números. O que não pode é existir cabos eleitorais em determinados pontos estratégicos distribuindo esses santinhos, isso não pode. Isso é boca de urna, portanto, crime eleitoral.

Quais são os crimes eleitorais mais cometidos?

No dia da eleição principalmente, vamos dividir..., nesse momento ainda em campanha eleitoral é a propaganda irregular. A polícia recebe filme, fotografia e denúncias onde é feito uma triagem com o juiz eleitoral e a fiscalização vai atrás. Aqui e ali temos: “Tão distribuindo dinheiro em determinada situação”, nós vamos lá averiguar e tomamos as medidas cabíveis. Imediatamente acionamos a Polícia Judiciária – que é a Policia Federal. Ela tem competência para atuar como a Polícia Judiciária. ##

Em Santarém e cidades do entorno as pessoas podem ligar para a Polícia Federal, Civil, NIOP e Justiça Eleitoral.

Comentários.

políticos dentro das igrejas

Até certas igrejas estão ser vendedo em troca de dinheiro para ensetivar os membros a votarem em certos politicos q não Vão fazer nada por nossa cidade ,que as policias entrem disfacados tanbem nessas igrejas

Novo comentário

 

        

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter: