Seis cidades do Baixo Amazonas recebem equipamentos para fiscalização ambiental

Nesta quinta-feira (22), os municípios que compreendem a região do Baixo Amazonas como Almeirim, Belterra, Juruti, Mojuí dos Campos, Monte Alegre e Oriximiná, no oeste do Pará, estiveram entre os 60 que receberam do Governo do Estado diversos equipamentos para apoiar as ações de fiscalização ambiental.
 
O evento promovido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e Programa Municípios Verdes (PMV), aconteceu em Belém e foi realizado pelas secretarias municipais de meio ambiente e tem como objetivo reduzir o desmatamento em todo o Pará e aumentar a área inserida no Cadastro Ambiental Rural (CAR).
 
Foram distribuídas 68 caminhonetes, 99 notebooks, 21 projetores multimídias, câmeras digitais, somando um investimento de R$88 milhões.
 
Os municípios que foram beneficiados com os equipamentos fazem parte do Programa Municípios Verdes e que atingiram as metas propostas, assumindo o compromisso de reduzir o desmatamento e aumentar a área inserida no CAR, assinando pactos com o Governo e a população. Atualmente, 121 municípios fazem parte do programa.
 
Na ocasião, foram apresentados dois novos sistemas de gestão ambiental, o LDI - Sistema de Alerta do Desmatamento, criado a partir do “Projeto de Olho na Floresta”, que irá contribuir para a atuação dos técnicos e a identificação de áreas desmatadas. E a Plataforma Simples Ambiental, que aumentará o licenciamento ambiental rural.
 
O secretário de Meio Ambiente do Pará, Thales Melo, explica que o Projeto de Olho na Floresta é uma ferramenta de gestão e que com o avanço tecnológico os novos equipamentos que foram entregues irão fortalecer a atuação dos municípios e eles podem ajudar na redução dos problemas ambientais. “A plataforma foi disponibilizada para cada um deles para que possam se interligar com o nosso CIMAM. Enviaremos os alertas e agora, com a entrega dos carros e outros equipamentos, eles terão capacidade de ir até o local, registrar o acontecido, fazer fotos e se conectar conosco para repassar os dados via sistema, conquistando uma atuação mais eficaz”, contou o secretário.
 
Fonte: g1

 

        

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter: