TRANSAMAZÔNICA: CAOS, PACIÊNCIA E LAMA

A situação da Rodovia Transamazônica é de calamidade, o sofrimento de motoristas e caminhoneiros que dependem dessa estrada para se locomover e sobreviver é enorme.

Recebemos essas fotos de um trecho entre Uruará e Placas, a lama tomou conta de todo o trecho nas proximidades de um igarapé que transbordou e causou erosão impedindo a passagem de carros e caminhões.

Segundo informação de um motorista de baú frigorífico, ele saiu de Santarém na ultima quarta feira 11/03 com um carregamento de carne bovina para Belo Monte e nessa segunda feira 16/03  só conseguiu chegar em Uruará onde pernoitou.

As dificuldades vão se somando com o caos que está a estrada, os atoleiros cada vez maiores vão se sucedendo, as dificuldades vão aumentando ao passo que os dias passam, com isso tem quem tire proveito da situação, tratoristas que cobram até R$ 100,00 para puxar um caminhão e atravessar um atoleiro, vendedores de água, lanches, pousadas e até comunicação é vendida muito caro nessas horas, quem quer ligar para casa ou para a empresa e está fora de área paga altos preços para falar via rádio amador.

Em alguns pontos os carreteiros passam até dois dias esperando o solo secar um pouco para poder subir ladeiras, como tudo o que está ruim ainda pode piorar tem chovido por 36 horas seguidas na região.

Os serviços de manutenção da rodovia estão parados durante essa época e nada pode ser feito a não ser contar com a sorte e orações da família.

Isso é Pará isso é Brasil Sil Sil. 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

 

        

 

Newsletter

Assine a nossa newsletter: